QUALIDADE DO AR INTERIOR

A qualidade do ar interior é uma preocupação crescente por passarmos grande parte do nosso tempo em ambientes fechados. A lista de problemas de saúde e sintomatologias associada ao ar interior dos edifícios justifica inspecções e análises de forma a aferir os índices da sua qualidade.

A qualidade do ar interior é quantificada em função de vários parâmetros físicos, químicos e biológicos, atendendo a que cada ambiente apresenta sempre um quadro específico. É importante fazer a articulação entre estes factores de modo a que não se agravem as condições dos ocupantes dos edifìcios.

O ar interior não deverá conter contaminantes em concentrações prejudiciais à saúde ou que causem desconforto aos ocupantes. Os riscos para a saúde relacionados com a poluição do ar interior são grandes, podendo originar doenças não associadas a uma sintomatologia específica.

O ar interior para consumo humano deve ser analisado periodicamente. De acordo com os resultados das análises retiram-se as conclusões e recomendações adequadas, de forma a melhorar o ambiente interior e erradicar efeitos nocivos aos ocupantes, em benefício do conforto geral e de um melhor desempenho produtivo.

ENVIRO possui capacidade para realizar os seguintes ensaios: PM10, PM2,5, CO, CO2, CH2O, COVtotais, Bactérias e Fungos, Legionella e Radão.